Eleições 2018 Marina Silva

Eleições 2018 Marina Silva – Biografia

Conheça a trajetória de Marina Silva – Marina Silva Biografia.

Filha de família pobre, Maria Osmarina Marina Silva de Lima nasceu em 8 de fevereiro de 1958 em uma casa sobre palafitas localizada em Seringal Bagaço, no Acre. Seus pais, Pedro Augusto e Maria Augusta da Silva, eram seringueiros e tiveram 11 filhos, dos quais 8 sobreviveram. Chegou a passar fome e, aos 16 anos, mudou-se para Rio Branco (AC), onde foi alfabetizada pelo Mobral (Movimento Brasileiro de Alfabetização); pouco depois, teve na função de empregada doméstica seu primeiro emprego.

Ainda jovem, foi aspirante a freira em um convento da capital acriana. Participou das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base) e, em 1981, ingressou no curso de História da Universidade Federal do Acre, onde entrou em contato com os ideais marxistas e aproximou-se do PRC (Partido Revolucionário Comunista), à época abrigado dentro do PT (Partido dos Trabalhadores).

Em 1994, candidatou-se ao Senado, tornando-se, aos 36 anos, a senadora mais jovem da história da República. Reelegeu-se em 2002, com votação quase três vezes maior que a anterior.

Eleições 2018 Marina Silva – Pesquisas eleitorais 2018

Na primeira simulação, Lula (PT) aparece com 30%, contra 16% do candidato de ultradireita Jair Bolsonaro (PSC) e 15% de Marina Silva (Rede). Geraldo Alckmin (PSDB) é o quarto colocado, com 8%, e Ciro Gomes (PDT) é o quinto, com 5%. Luciana Genro (PSOL) teve 2% de intenções de voto, assim como Eduardo Jorge (PV) e Ronaldo Caiado (DEM). Os indecisos são 2%, enquanto os que disseram que votariam branco ou nulo somam 18%.
Na segunda hipótese, Lula teria 30% dos votos se as eleições presidenciais fossem hoje, contra 15% de Marina, 15% de Bolsonaro e 10% do prefeito de São Paulo, João Doria. Ciro Gomes (PDT) aparece na quinta colocação, com 6% da preferência. Luciana Genro, Eduardo Jorge e Ronaldo Caiado teriam 2% das intenções de voto cada um. Brancos e nulos totalizaram 16%, enquanto os indecisos são 2%.
Na terceira situação, com a presença do ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa, Lula tem 30% da preferência, seguido por Marina e Bolsonaro, com 15% das intenções de voto cada um. Joaquim Barbosa (sem partido) tem 11% da preferência e Geraldo Alckmin (PSDB) soma 8%. Luciana Genro, Eduardo Jorge e Ronaldo Caiado também somam 2% da preferência cada um nesta simulação. Brancos e nulos são 14%, e os indecisos, 2%.

Eleições 2018 Marina Silva – Candidato a presidente 2018

A candidata a presidente nas Eleições 2018 Marina Silva tem um posicionamento discreto, tendo feito aparições pontuais, sendo que uma grande parte em redes sociais. Com o atual cenário, da Operação Lava Jato, os escândalos envolvendo Dilma Rousseff, o Impeachment, Marina ficaram de fora dos holofotes. Agora, em véspera de ano eleitoral ela está aparecendo mais no cenário político.

Ela tem atacado o Congresso, e parabenizado a Operação Lava Jato. Mas, segundo especialistas políticos, a reaparição de Marina veio tarde, pois ela havia saído totalmente da conjuntura política, ela não esteve presente no processo do impeachment ou quando o Presidente Temer tomou medidas de extinguir ministérios e secretarias ligados a direitos. Este seu “chá de sumiço” de Marina mostra aos eleitores uma ausência e os eleitores não sabem sua opinião sobre os fatos cruciais da política nacional e atual.

Além do sumiço de Marina Silva, outra critica é contra o partido que faz parte, o Rede que não tem um posicionamento claro no espectro político.

Apesar destes pontos negativos, Marina ainda é um potencial eleitoral e com possível sucesso eleitoral. Outro ponto forte de Marina Silva nas Eleições 2018 é o seu capital político. Ela faz parte do partido REDE que é de centro esquerdo, progressista e com sensibilidade social. A candidata como afirmam é um retrato do povo brasileiro.

Marina Silva nas Eleições 2018

Marina Silva tem origem no Estado do Acre e iniciou carreira política em 1984 e no ano seguinte se filiou ao PT. Teve uma expressiva votação em 1990 como deputada estadual. Foi eleita senadora aos 36 anos em 1994 e reeleita em 2002. Foi Ministra do Meio Ambiente no governo de Luis Inácio Lula da Silva em 2003 e ficou no cargo até 2008. Passou por vários partidos políticos do PT foi para o Partido Verde e agora integrante do partido Rede.

O cenário político para a eleição presidencial 2018 é incerto com uma possível volta de Lula que lidera nas pesquisas de voto, Jair Bolsonaro e Marina Silva fica em terceira posição novamente, próximo ao Ciro Gomes.